Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Outubro Rosa: um mês para pensar a prevenção e o autocuidado

Publicação:

Banner para comemorar o mês de Outubro, com prevenção do câncer de mama.

Outubro iniciou, e com ele, mais uma vez, se reforça a importantíssima campanha do Outubro Rosa, focada na prevenção e combate aos cânceres de mama e de colo do útero.

Uma pauta que não pode sair do foco, uma vez que estes dois cânceres são responsáveis pela maioria das neoplasias que atingem mulheres, conforme estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), sendo o de mama o mais comum, com 29,7% dos casos, seguido pelo de colo do útero (7,5%).

Já de acordo com dados do Imama (Instituto da mama no RS), o Brasil registra, em média, 66.280 casos de câncer de mama por ano, cerca de 181 por dia. Já o Inca informa que, só em 2020, foram registrados no país 16,7 mil casos de câncer de colo de útero.

Responsáveis também por liderar as estatísticas de morte de mulheres por câncer no país, estes dois tipos de neoplasia podem ser prevenidos. Aliás, a prevenção é o melhor meio de garantir que sejam detectados em estágios precoces e tratados com melhores chances de cura.

Algumas informações que você precisa saber:

- Quando diagnosticado e tratado no estágio inicial (nódulo menor que 1 cm de diâmetro), as chances de cura do câncer de mama são de até 95%.

- Os fatores que contribuem para o aumento do risco de ocorrência de câncer de mama são:

- Idade acima de 50 anos;

- Fatores genéticos;

- Fatores hereditários;

- Menopausa tardia; e

- Exposições frequentes a radiações ionizantes.

 

Como prevenir?

  • Faça o autoexame das mamas. Se notar algo diferente, procure um médico imediatamente, pois só ele pode precisar se, trata-se ou não, de sintoma da doença. Dica: o autoexame vale para mulheres e homens, que têm menos incidência de câncer de mama, mas não estão livres dele.
  • Fique atenta (o) ao aparecimento de sintomas como: nódulo (caroço) no seio ou na axila, dor ou inversão do mamilo, secreção pelo mamilo, inchaço irregular em parte da mama, irritação ou retração na pele, aparecimento de rugosidade semelhante à casca de laranja, vermelhidão ou descamação do mamilo ou da pele da mama, ulceração na pele da mama com odor desagradável.
  • Além do autoexame, faça periodicamente a mamografia preventiva. Em fase inicial, o câncer da mama não tem sintomas e só pode ser identificado por exames de imagem.
  • Para mulheres acima de 40 anos, a mamografia anual deve se tornar um hábito.
  • Para prevenção do câncer de colo de útero, recomenda-se fazer o exame preventivo (papanicolau ou citopatológico) com ginecologista, uma vez ao ano, fazer uso de preservativo nas relações sexuais, fazer a vacina contra o HPV em pessoas de faixa etária dos 9 aos 14 anos (pois a vacina é mais eficaz se usada antes do início da vida sexual).

Para buscar mais informações sobre estes assuntos, acesse:

https://imama.org.br

https://www.inca.gov.br

https://www.femama.org.br

RS-Prev